Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.insper.edu.br/handle/11224/1708
Type: Dissertação
Title: Uma abordagem quantitativa para classificação de fundos multimercado
Authors: TANI, Alberto Satoshi
Advisor: ARAUJO, Michael Viriato
Publication Date: 2016
Original Abstract: A indústria de fundos tem se tornado uma importante opção de investimentos dentro do universo de ativos disponíveis no mercado brasileiro. Passando de R$ 740 milhões em 2005 para quase R$ 3 trilhões de ativos sob gestão em 2015 segundo a ANBIMA. Dentre os fundos de investimento, uma categoria que se destaca é a multimercado que representa 19,2% do total. São fundos geridos por investidores profissionais que tem um alto grau de liberdade para escolha de ativos, mercados e estratégias. Ao mesmo tempo em que esta categoria representa um método de investimento que muitas vezes está fora do alcance de investidores comuns e atrai seus investidores pela possibilidade de altos retornos, dada esta liberdade, também é uma categoria que traz pouca transparência para o investidor. O estilo de gestão utilizado em cada fundo altera significativamente o desempenho esperado e o risco do investimento, fatores que são imprescindíveis na análise e construção de um portfólio. O objetivo deste trabalho é estender os estudos de Fung e Hsieh (1997a) para o mercado de fundos brasileiros e com uma abordagem quantitativa classificar os fundos multimercados de acordo com seu estilo de gestão. A metodologia utilizada é a análise de componentes principais (ACP), que tem como objetivo a redução de dimensionalidade de dados. Assim como Fung e Hsieh (1997a), o trabalho identifica que existem componentes responsáveis por explicar boa parte da variabilidade de retornos. Componentes que podem então ser utilizados para classificar os fundos de acordo com seu estilo de gestão e posteriormente utilizados na construção de um portfólio.
Keywords in original language : Classificação de fundos
Fundos multimercado
Analise de componetes principais
Investment funds
Hedge funds
Fund classification
Principal components analysis
Abstract: The fund industry is becoming an important option when it comes to the Brazilian investment product universe. Varying from 740 million reais in 2005 to 3 billion reais of assets under management in 2015 according to ANBIMA. Within investment funds, one category that has been gaining the spotlight is hedge funds, which represents 19.2% of the total. These are funds managed by professional investors that have a high degree of freedom in terms of asset classes, markets and strategies. At the same time that this category of funds represents investment methods that are not in reach of the ordinary investor and attracts these investors by the possibility of high returns, due to its freedom, it’s also a category brings very little transparency to its shareholders. The investment style used in each fund alters significantly the expected returns and risk profile of the product, variables that are indispensable when analyzing and constructing a portfolio. The main objective of this paper is to extend the studies held by Fung e Hsieh (1997a) for the Brazilian investment fund market and with a quantitative approach, classify hedge funds according to its investment style. The methodology used is principal component analysis (PCA) whose main objective is to reduce de dimensionality of data. As Fung e Hsieh (1997a) this paper identifies that there are components responsible for explaining a significant portion of the variability of the returns. These components can then be used to classify the hedge funds according to its management style and then further on used for portfolio construction
Language: Português
Appears in Collections:Mestrado Profissional em Economia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Alberto Satoshi Tani_Trabalho.pdfTEXTO COMPLETO1.84 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.